crescercomcristo

Just another WordPress.com site

Encantados Pela Religiosidade

Vai à igreja todo domingo ou várias vezes por semana, dentro da igreja ora, canta, chora e levanta a mão. Tem adesivo de Jesus no carro, usa camiseta, boné, sapato e meia com versículos. Alguns não raramente procuram sentar na primeira fileira ou o mais perto possível do pastor. Cristão fervoroso? Não necessariamente, pode ser um religioso.

“Guardai-vos dos escribas, que querem andar com vestes compridas; e amam as saudações nas praças, e as principais cadeiras nas sinagogas, e os primeiros lugares nos banquetes.” 
Lucas 20:46

Religioso é aquele que gosta das práticas e convenções da religião, mas não quer envolvimento com Deus. Usa uma capa de cristão, tem a aparência de um, mas não é. Está mais preocupado em parecer do que ser.

Religioso parece trigo, mas é joio. Parece ovelha, mas é lobo. Parece diamante, mas é vidro. Parece o super crente, mas só parece.

Religioso é aquele que conhece a igreja de Deus, mas não conhece o Deus da igreja.

Participa do culto emocionalmente, mas bloqueia a ação de Deus ao rejeitar o compromisso. Quer um “conforto espiritual” e psicológico de ter uma religião. O perigo disso é que religiosidade traz morte espiritual.

Ora, canta, levanta as mãos, chora e se for preciso se joga no chão (a fim de parecer mais fervoroso) e sai da igreja para viver como bem quer. Recebe Jesus como visita e não como família, convida-o para entrar na sala de casa, mas não permite que vá além. O religioso acha que só encontra Deus dentro das quatro paredes da igreja, e que indo aos cultos principalmente de domingo, já cumpriu com sua obrigação e já fez o seu papel.

“E ele, respondendo, disse-lhes: Bem profetizou Isaías acerca de vós, hipócritas, como está escrito: Este povo honra-me com os lábios, Mas o seu coração está longe de mim.”
Marcos 7:6

Talvez esse seja o mal deste tempo: a religiosidade. Cumprir com um ritual não faz de ninguém um cristão, aliás, até o diabo gosta de religiosidade porque sabe que isso não salva ninguém, mantém pessoas iludidas e as afasta de Deus.  A religiosidade traz cegueira, a pessoa não percebe o que está errado e passa a se preocupar mais com o ritual em si do em fazer com verdade.

“Condutores cegos! que coais um mosquito e engolis um camelo.
Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que limpais o exterior do copo e do prato, mas o interior está cheio de rapina e de iniqüidade.
Fariseu cego! limpa primeiro o interior do copo e do prato, para que também o exterior fique limpo.” Mateus 23:24-26

É muito comum ouvir as pessoas reclamando que são ofertantes e dizimistas, que tem um cargo na igreja, que fazem voto, pegam carnê, vão em dois cultos no domingo mas nada muda em suas vidas. Não muda porque tudo isso é importante e necessário, mas nada disso te torna íntimo de Deus. Falta entrega pessoal. É mais fácil pagar do que se doar, talvez seja confortável crer que Deus é aquele que habita dentro de quatro paredes e que você visita uma vez por semana levando um “presente” para limpar sua barra.

Se durante toda a semana você não se relacionar com Deus, dobrando o joelho e orando, lendo a bíblia, abrindo seu coração de verdade e fazendo a vontade de Deus; então não espere chegar no domingo e querer que a igreja seja a solução a jato para os seus problemas, porque não será.  Nem a igreja, nem o pastor e nem ninguém pode fazer por você a sua parte.

O pastor pode orar por você todo dia, mas se nem você mesmo orar, se não se colocar sinceramente no altar de Deus, abrir seu coração então nada adianta. Religiosidade se combate com amor, com o calor do Espírito Santo, com quebrantamento.

O religioso parece se contentar em ser testemunha ocular dos fatos, porque o dia em que Jesus voltar ele fica e ainda diz: “EU VI”. Se não me engano é no filme O Arrebatamento que tem uma cena onde o pastor da igreja e mais da metade da igreja haviam ficado enquanto o restante subia. Ele mesmo diz em certo momento: “você lamenta por que eu fiquei ou porque eu não cri de verdade no que eu pregava?”. A religiosidade causa morte espiritual, ela é oposta ao avivamento.

Há igrejas que são verdadeiros celeiros de religiosos e não se importam com isso. Prezam a quantidade e não a qualidade e promovem ações que facilitam o ambiente para a proliferação dessa prática. A preocupação dessas igrejas não é a salvação de vidas e sim a arrecadação de dinheiro. Em seus cultos levam as pessoas a crer que movimentação é unção e que fidelidade à homens é o mesmo que fidelidade à Deus. Parece que o show, o espetáculo é envolvimento com Deus.

Muitas proporcionam verdadeiro entretenimento religioso no melhor estilo “Hollywood”, essa “Gospelwood” da fé tem como único objetivo dar ao povo o que o povo quer: festa, facilidade, prosperidade e fingimento. Se preocupar com salvação pra que? Pregar arrependimento? Nem pensar, afinal o povo quer esquecer que tem pecados e os que sabem que os tem, pretendem pagar o perdão com cartão ou cheque.

Isso leva a muitos a passar a vida toda dentro de uma igreja, conhecer a religião, mas não a Deus. Adoram e declaram fidelidade ao líder da igreja e passam seus dias sem ter um encontro verdadeiro com o Senhor. Isso é religiosidade. Essas igrejas criam “reizinhos” que perdem a noção e passam a se achar “senhores” que devem ser servidos por Deus.

Só de olhar talvez você não identifique quem é religioso e quem não é, mas Deus vê o joio e o trigo crescendo juntos, olha o culto e a intenção do coração de cada um e sabe quem está entregando um culto hipócrita e quem está se derramando na presença dEle. Não se iluda pela aparência, porque muitos que parecem fervorosos podem ser na verdade religiosos.

A religiosidade é também chamada de hipocrisia pelo fato de Jesus chamar de hipócritas os escribas e fariseus que viviam a religião de aparência.

“Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque sois semelhantes aos sepulcros caiados, que por fora realmente parecem formosos, mas por dentro estão cheios de ossos e de toda imundícia.
Assim também vós exteriormente pareceis justos aos homens, mas por dentro estais cheios de hipocrisia e de iniqüidade.”
Mateus 23:27-28

Creio que nem todos são religiosos conscientemente, algumas igrejas e líderes induzem seus fiéis a isso e eles nem percebem, quando se dão conta já estão seguindo sistematicamente ao que lhes foi imposto e eles acreditam ser isso servir a Deus.

“Pois busco eu agora o favor dos homens, ou o favor de Deus? ou procuro agradar aos homens? se estivesse ainda agradando aos homens, não seria servo de Cristo.”
Gálatas 1:10

 SINTOMAS DE RELIGIOSIDADE

Não quer compromisso com Deus

Prefere pagar a ter que se envolver

Acha a Palavra bonita, gosta de estar num lugar para ouvir coisas boas e motivacionais mas não sente nada

Ora, canta e levanta as mãos porque todos a sua volta o fazem também

Quer servir a Deus pelo motivo errado

É consumista religioso: “me dá” “ eu quero” “Deus tem obrigação de me dar o que peço”

Quando canta é para si, portanto não louva

Não adora de verdade

Comodismo

Quer participar de um grupo onde se sinta bem, mais nada.

Foi no embalo por causa de outras pessoas e assim permanece até hoje.

Repara em tudo e em todos e só fala mal

Faz rodinhas de fofoca na igreja

Chega, senta, ouve e vai embora

Não vive o que prega ou o que ouve

Acha tudo muito bonito mas prefere a superficialidade a ter que mergulhar fundo numa experiência com Deus

Acha que consegue tudo na força do braço ou da capacidade e restringe a ação de Deus

Faz tudo de forma mecânica, não pensa, não sente mais nada e acha isso normal

Adorar à Deus ou à pessoas ou ao diabo tanto faz, o que importa mesmo é ter um ritual de espiritualidade (como os Atenienses a quem Paulo pregou, pois ele percebeu que eram religiosos, em outra tradução diz supersticiosos, tinham um altar pra cada Deus e até para o que eles não conheciam) Atos 17:22

Não faz mais as mesmas obras e o que faz é para agradar alguém, mas não a Deus.

 VENCENDO A RELIGIOSIDADE

A religiosidade é uma arma nas mãos do inimigo e deve ser combatida da seguinte forma:

Entrega pessoal

Quebrantamento

Oração sincera

Adoração

Jejum

Leitura da bíblia

Busca de experiências novas com Deus

Se manter no primeiro amor

Busque avivamento

Se você até mesmo sem perceber se descobre com espírito de religiosidade, então é hora de mudar. Pare pra pensar e veja o que lhe causou isso, quando começou. Peça perdão à Deus e busque dEle novas experiências, peça para o Espírito Santo aquecer seu coração novamente e mudar o que for necessário em você para que sua adoração à Ele seja sincera. Não é tarde demais. Se pegou a estrada errada, tenha a humildade de admitir e voltar. Você gostaria que alguém fizesse algo a você com fingimento? Deus também não.

“Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei, e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres.” 
Apocalipse 2:5

Deus não está se negando a você, ao contrário, Ele está ao alcance de sua oração sincera. Ele quer que você o sirva porque o ama.

“E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração.” 
Jeremias 29:13

A religiosidade é o “canto da sereia” do inimigo para destruir a igreja. Enquanto a pessoa se mantém religiosa ela esquece o principal e age mecanicamente não produzindo bons frutos e não agradando a Deus. A pessoa religiosa fica acomodada e conformada, totalmente cega e encara tudo como normalidade.

MANTENHA SEU CORAÇÃO AQUECIDO E AFASTE A FRIEZA DA RELIGIOSIDADE.

“Esquentou-se-me o coração dentro de mim; enquanto eu meditava se acendeu um fogo” 
Salmos 39:3

“E disseram um para o outro: Porventura não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava, e quando nos abria as Escrituras?” 
Lucas 24:32

 No amor de Cristo

Ana Lucia Salles

Navegação de Post Único

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: